Blog

07/11/2016

Pesquisadores brasileiros criam plástico biodegradável a partir da cana-de-açúcar

Como sabemos plástico sintético levam mais de cem anos para se decompor na natureza. Responsável pela morte de diversos animais marinhos, além de aves e outros.

Porém, parece que esse problema pode estar perto de uma solução, um estudo do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) de São Paulo descobriu uma nova bactéria capaz de transformar açúcar em plástico biodegradável, chamado poli-hidroxibutirato (PHB).

Dependendo da espessura, um objeto feito com o plástico biodegradável se decompõe na natureza em cerca de 180 dias, liberando apenas água e dióxido de carbono.

O plástico é aparentemente igual ao encontrado no mercado hoje, mas é de fácil decomposição e sem prejuízos à natureza. A espécie bacteriana Burkholderia Sacchari, se alimenta do açúcar da cana e é seu metabolismo que faz a transformação desse açúcar em plástico, os polímeros.

Estes polímeros são materiais degradáveis, e o processo resulta primariamente da ação de microrganismos, tais como fungos, bactérias e algas de ocorrência natural, gerando CO2 (gás carbônico), CH4 (metano), componentes celulares e outros produtos se tornando rígidos. Estes materiais rígidos são o poliéster, naturalmente produzido por um processo fermentativo da bactéria que consome glicose, e produz o PHB, como reserva energética.

Segundo pesquisadores do IPT, outra bactéria estava sendo usada para a mesma transformação, a Ralstonia Eutropha, antes da nova descoberta. “O cultivo desta bactéria vem da queima do bagaço da cana, e o alimento é o próprio açúcar e seu solvente é usado para extração do polímero da bactéria”, explica Marina Dias, responsável pela comunicação do projeto PHB da Usina da Pedra, em Serrana no interior paulista.

O PHB pode ser usado, ainda, na fabricação de chapas e de fibras para atender à indústria automobilística, devido à sua dureza.

Responsável pelo projeto PHB da Usina da Pedra, Eduardo Brandi.

Os valores ainda são muito altos para a aplicação em geral, mas nós aguardamos ansiosamente para que isso se torne realidade, o mundo precisa de pessoas assim, parabéns a equipe brasileira.

Inovação
About arthur.coelho